O Monstro em Nós


longa metragem


Enfermeira negra é contratada para cuidar de um rico e racista paraplégico. Quando os dois são feitos reféns por um sádico criminoso, precisam resolver suas diferenças para conseguir ajuda.


O Monstro em Nós foi pensado como uma montanha russa de suspense e terror que, uma vez começada, não para. O terror não vem do sobrenatural, mas de uma fonte bem pior e real: o ser humano.


É uma história de superação, contudo, a trama joga com elementos de suspense e, sem perceber, de forma despretensiosa e direta, o público é levado a participar dela e desvendar seus segredos. Fugindo do clichê de localizar situações aterrorizantes em noites escuras e ambientes sinistros, o filme se passa em plena luz do dia, em uma ilha paradisíaca. Mesmo assim, os
personagens se sentirão presos sejam no próprio espaço, como também seus corpos e mentes.


O Monstro em Nós é uma opção de entretenimento para quem gosta de emoções fortes e ao alcance de todo tipo de público.  O tema faz referência ao título, afinal, dentro de cada um de nós existe uma natureza selvagem.


Agora, o que acontece quando não se consegue controlá-la? O Monstro em Nós, ao mesmo tempo em que entretém de forma criativa, faz um alerta contra a intolerância, leva-nos a esta reflexão.

Page1.jpg

Referências


O Monstro em Nós é um thriller psicológico, gênero incomum na cinematografia brasileira, mas de comprovada aceitação pelo grande público e pelos mercados internacionais. Terror e ação são complementos usados em doses que propagam a história, equilibrados com momentos cômicos que não apenas relaxam o público, como o preparam para os inúmeros sustos e surpresas a seguir. A narrativa é não linear, com passado, presente e sonho intercalando-se de maneira curiosa, fazendo com que o público se torne investigador junto com os personagens principais.



Sob o Domínio do Medo (1971), obra marcante e polêmica do diretor Sam Packinpah. Um pacato matemático e sua esposa se mudam para uma cidade do interior. Quando sua casa é invadida, ele vai ter que começar a lutar para salvar sua família.
Repulsa ao Sexo (1965) é um premiado terror psicológico de Roman Polanski. Sozinha em casa, uma bela e sexualmente reprimida jovem entra em depressão e começa a ter terríveis alucinações.
As Diabólicas (1955) é um aclamado thriller de Henri-Georges Clouzot. A esposa e a amante de um cruel diretor de colégio o matam. Contudo, o corpo desaparece misteriosamente e estranhos eventos começam atormentar as duas mulheres.

Para maiores informações, entre em contato.